É Ianca… Hoje o ser que mais amei nos últimos 12 anos terminou sua passagem aqui comigo. Estou muito triste, mas estou feliz pelo fim deste processo de despedida tão intenso e difícil pra nós dois nos últimos meses.

Dormimos juntos todas as noites, pata com mão, costas com costas, seções de limpeza de pele com tantas lambidas na cara, saíamos de carro todas as noites, você adorava e já não andava muito à pé. Vivemos intensamente e nos divertimos muito!

Espero muito que você tenha durante toda a sua vida me enxergado como seu líder único, protetor, orientador, provedor, assim como eu te enxergava como minha filha, minha princesa, minha parceira de vida e de trabalho.

Não vou tirar minha proteção de tela com seu rosto e “focinhão” me olhando, nem os vários porta retratos seus pela casa, cada vez que olhar pra eles não vai me dar tristeza, encherá meu coração de amor que foi isso que você fez desde que entrou na minha vida!

Cães não tem raça, tem somente amor incondicional e gigantesco. Temos muito que aprender com eles.

Descansa Bica, vamos continuar juntos no coração e no meu pescoço marcada ate eu te encontrar de novo. Foram 12 anos de muitas alegrias, que estas últimas horas mais difíceis neste final sejam absorvidas rápido e fique só a saudade de sua companhia. Vou sentir seu cheiro em mim por muito tempo ainda.

20 de agosto de 2018
Fernando Baiardi