Veja algumas matérias sobre a CÃO ATIVO e a profissão de Condutores de Cães.

Já pensou em ganhar dinheiro passeando com cães?

Veja o que é preciso para começar nesse ramo

Você sabia que o Brasil é o segundo país em faturamento com a venda de produtos para cães? De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet), só em 2013, já eram 37,1 milhões de cachorros. Mais do que um grande número, a cifra representa muitas possibilidades de negócios para quem estiver atento ao que a área oferece. Dentro desse setor, um empreendimento que vem crescendo muito nos últimos anos é o dog walker ou passeador de cães. A atividade proporciona aos cães exercícios, socialização e brincadeiras, além de saúde e bem-estar.

Quanto custa?

Uma das vantagens para quem se interessar por esse empreendimento é que o investimento é relativamente baixo. É possível iniciar o negócio gastando muito pouco com os materiais necessários para realizar os passeios. O empresário Fernando Baiardi, de 49 anos, um dos pioneiros como passeador de cães no Brasil, começou em 1995 com apenas R$ 300.

Baiardi conheceu o trabalho de dog walker em uma viagem de férias. “Eu fui visitar Milão (na Itália) e vi que as pessoas lá utilizavam muito esse serviço. No Brasil, a área pet já se desenvolvia, mas ainda era carente nesse sentido. Percebi que era algo que eu poderia desenvolver por aqui.”

Quando voltou ao Brasil, Baiardi resolveu colocar seu plano em prática. Ao cogitar com os amigos e a família a possibilidade de trocar o certo pelo duvidoso, todos acharam que ele estava louco. “Não me preocupei com o que falavam. Eu trabalhava no setor de recursos humanos de uma grande multinacional em São Paulo. Já estava nessa área havia 15 anos, ganhava bem e era valorizado pela empresa, mas resolvi trocar de área, pois acreditava que o mercado iria estourar em breve”, conta.

Baiardi diz que começou o trabalho de maneira informal. “Não existia ninguém nessa área. As pessoas pediam às empregadas domésticas e aos porteiros para desempenhar essa função. Eu comprei algumas guias, saquinhos plásticos, coleiras e tinha um uniforme e uma mochila com a minha marca. Fiz um anúncio em um jornal mirando os bairros Morumbi e Higienópolis. Logo fizeram uma matéria comigo, o que fez meu trabalho aparecer. Tive muitas indicações de clientes e sempre estava com cartões no bolso para distribuir. Não precisei investir mais em publicidade para divulgar meu trabalho.”

Gosto por animais

O empresário afirma que uma das características fundamentais para quem quer começar nessa área é gostar de cães. “Desde criança, sempre gostei de cachorros. Eu tinha bicho em casa e via minha mãe passeando com ele, mas não imaginava que isso pudesse virar um serviço rentável”, explica.

Baiardi revela que é autodidata, mas o conhecimento adquirido pela experiência é tão grande que hoje dá cursos para quem quiser ser passeador de cães. “É importante saber sobre hierarquia canina. Você precisa entender como controlar os cães para saber lidar com eles. A guia certa para conduzir um cachorro ajuda muito. Por desconhecimento, os clientes usam a guia inadequada e não conseguem comandar os cães.”

A importância do passeio

O empresário alerta para outro detalhe importante: “Os cães, por instinto, precisam de exercício para gastar energia. Em São Paulo, a maioria não tem espaço em casa ou vive em apartamento. Sem uma atividade, acabam ‘atacando’ o ambiente caseiro e ficam agressivos. O correto são passeios de uma hora por dia.” Baiardi não recomenda trabalhos avulsos. “O ideal é fechar pacotes semanais ou mensais, pois o trabalho realizado irá aparecer. Já vi muitos clientes falarem como seus cachorros ficaram mais calmos depois da continuidade dos passeios.”

No novo emprego, o empresário chegou a ganhar R$ 7 mil mensais. Hoje, ele mantém a página www.caoativo.com para disponibilizar informações sobre o seu trabalho e para contato com clientes. “Minha atividade se ampliou e as saídas com os cães são mais esporádicas. Atualmente, tenho 12 parceiros para realizar passeios em vários pontos de São Paulo. Nos cursos para passeadores de cães já tive mais de mil alunos de todo o Brasil”, comemora.

 

Cães e Cia Isto É Dinheiro materia 10out2011 Jornal Gaucho O Estado de SP 2 O Estado de SP Peq.Empr. Rev Folha 4set2011

 

11